Croquis – Semana 6

Mandar e-mails, prospectar novos clientes, fazer orçamentos, avaliar briefings, ver contas, documentos, organizar o computador, todas essas coisas são trabalhos que ninguém comenta muito mas estão presentes de forma constante em quem trabalha por conta própria.

E, acreditem em mim, essas coisas cansam pra caramba. Tanto que tem dias que não tenho energia pra criar e desenhar nada novo. E até mesmo pra desenvolver novos estudos com o Croquis Cafe tem sido mais difícil.

De toda forma, não abandono de vez, porque se não tem criação e desenhos originais, pelo menos tenho que manter o braço aquecido e a mente funcionando. Nisso, esses croquis ajudam muito.

Nesses últimos dias, no entanto, até eles tenho produzido pouco. ^^’
Mas segue aí os últimos estudos que contam com mais estilização pra não deixar o blog largadão! 🙂

Até a próxima!

Anúncios

Croquis Cafe e mais – Semana 5

Os últimos 10 dias seguiram sem muita constância nos meus estudos. A minha rotina tem exigido uma certa flexibilidade de horários, então acabei adotando também uma prática mais flexível.

Semana passada pensei que conseguiria retomar as atividades de maneira frequente, mas me enganei. Foram tantas atividades surgindo aqui e ali que não me organizei bem. O trabalho freelance, especialmente quando você trabalha de casa, tem dessas particularidades.

Meu intuito foi semelhante aos últimos que postei, dedicando mais tempo em cada desenho, buscando ver mais estrutura, perspectiva e às vezes luz e sombra. Fiz ainda alguns estudos de mãos, pés e faces em detalhe e me permiti também fazer uns rascunhos de fanarts, algo que há muito tempo não me permitia e me deixou muito feliz. 🙂

A maioria dos desenhos aqui foi feito com um brush que simula lápis no Clip Studio Paint, fica super legal!

De novo olhando formas básicas pra entender o corpo e as perspectivas.
Saindo um pouco do realismo pra representações estilizadas. Os dois são também referências do Croquis Cafe.
À esquerda, Phosphophyllite, a protagonista do anime Land of the Lustrous (Houseki no Kuni), que eu amei de paixão; à direita a General Amaya, da animação da Netflix, The Dragon Prince.
Personagens do anime em stop motion da Netflix, Rillakuma e Kaoru, que também é ótimo!

E por hoje é isso! Em breve trago coisas novas 😀
Até a próxima!

Imprevistos acontecem

Desde o início do mês de março que eu vinha consistentemente mantendo publicações diárias no Twitter e semanais aqui no Caixola sobre minha nova leva de estudos da figura humana com o Croquis Cafe.

Essa iniciativa surgiu, de novo, da minha inquietação em melhorar o desenho, mas também de uma sensação grande de estagnação, algo que é bem comum depois que terminamos um trabalho volumoso. Na ocasião, eu tinha acabado de concluir todo o projeto gráfico de um livro ilustrado e me sentia um pouco desmotivada pra desenhar. O Croquis Cafe ajudou a dar uma sacudida nesse sentimento e a me colocar em prática novamente.

No término da quarta semana de estudos (último post que fiz no Caixola antes desse), tirei os dois dias do fim de semana para descanso e, quando voltei na segunda-feira seguinte, decidi dar um foco diferente aos estudos: ao invés de fazer uma aula de Croquis Cafe de 23 minutos, optei por dedicar para cada foto um total de 10 a 15 minutos de estudo, buscando me focar em outras coisas. Para esses exercícios escolhi por dia o máximo de 5 fotos.

Se o desenho cronometrado me força a observar e registrar rapidamente a figura, principalmente o gestual, dessa vez eu queria me focar mais nas formas e tridimensionalidade, usando sombras com mais critério e cuidado e até fazendo estudos minimamente melhores da face, um aspecto que fica completamente deixado de lado na aula cronometrada.

Cá entre nós, eu gosto muito desses estudos também mas não consigo afastar o sentimento de que parece ser mais proveitosa a aula de 23 minutos. Acho que minha mente fica presa no volume e não na qualidade dos estudos. O negócio é que nenhum dos dois é realmente um problema: cada um serve a um propósito, ambos contribuem para o desenvolvimento da percepção visual e da biblioteca mental. Pior seria não estar estudando, com certeza.

Eu teria publicado esses estudos antes e, provavelmente, em maior volume. O problema é que nem tudo são flores nessa vida, hahaha, lição que a gente aprende desde cedo! Há aproximadamente 15 dias, não só tive problemas técnicos na internet, como também no computador e ainda alguns ajustes no trabalho que já havia sido entregue. Isso, somado aos compromissos pessoais, fizeram com que eu adiasse indefinidamente meu retorno aos estudos.

Hoje consegui entregar o projeto com as alterações e por isso decidi passar aqui pra dar uma palavrinha. Acho que daqui por diante, com os problemas técnicos resolvidos, conseguirei retomar os estudos. Enfim, obrigada a todos pela paciência em esperar novas atualizações no Caixola, e espero que a agenda se normalize por aqui pra que eu possa continuar com uma rotina mais consistente, como vinha sendo no mês passado. 🙂

Sigamos com essa esperança, até mais ver!

Croquis Cafe 2019 – Semana 4

Sexta-feira: atrasou mais saiu o apanhado da semana de croquis. Dia muito atarefado, só agora a noite consegui parar pra fazer os estudos. E pra piorar, a cabeça não tava lá.

Não sei se dou o azar dos modelos mais difíceis aparecerem justamente nos dias que estou mais cansada, ou se, pelo fato de estar mais cansada, qualquer modelo seria mais difícil, até se fosse pra desenhar um boneco de palito! De qualquer forma, continuo procurando não escolher muito o que desenhar, como se me fosse algo imposto, a fim de não cair na tentação de procrastinar e, assim, conseguir concretizar uma sessão de estudos, mesmo apesar dos atropelos pessoais.

Do lado de cá, sigo dormindo mal noite sim, noite não. A exemplo da semana passada, sinto que essa falta de constância no meu descanso pesa bastante na qualidade do exercício. Em contrapartida quando consigo fazê-los depois de uma noite bem descansada, sinto um aproveitamento muito grande e uma disposição extra pra continuar estudando.

Apanhado de rascunhos que fiz da minha personagem ao longo da semana e que postei no Twitter.

Com essa postagem completam-se 4 semanas de Croquis Cafe, mas não necessariamente 30 dias. Pretendo continuar por mais um tempo, e vou trazendo o que achar pertinente de discussão pro Caixola enquanto não organizo conteúdo novo.

Espero que entendam e obrigada pelo interesse em acompanhar essa minha jornada no desenvolvimento do desenho da figura humana.

Até a próxima!

Croquis Cafe 2019 – Semana 3

Alô pessoal! É sexta-feira, dia de fazer aquele apanhadão no Caixola dos exercícios da semana. Aliás, essa semana foi cheia de compromissos e noites mal dormidas, por causa de várias consultas e exames médicos. Eu já sou ansiosa normalmente, quando tem consultas então, vish!! Com isso, sinto o peso do cansaço no meu desempenho ao fazer os exercícios do Croquis Cafe, que nem sempre cabem na minha manhã, horário que me sinto mais produtiva, especialmente se dormi bem de noite. 🙂

Isso me traz a mente uma questão muito importante. A gente vive hoje em dia numa baita correria, uma sociedade que aprecia as coisas feitas rapidamente e fala-se muito em produtividade pra lá e pra cá. Pô tem até meme dizendo que “dormir é superestimado”, traz o balde de café!!

Olha, cá entre nós, não caiam nessa. Numa das consultas essa semana um médico me alegou que, provavelmente, boa parte dos atuais problemas de saúde que tenho enfrentado (basicamente dores no corpo), se devem a falta de qualidade de vida. E olha, eu até me considero uma pessoa relativamente saudável e preocupada com bem-estar físico e mental: tenho bem delimitados horários de trabalho e lazer no meu dia, pratico exercícios físicos três vezes na semana, me alimento de forma saudável ao menos quatro vezes no dia e tento dormir no mínimo oito horas por noite. Já evitar estresse e ansiedade, isso é outra história e ainda tô tentando aprender.

O cuidado com o corpo e a mente é muito importante pra gente conseguir manter uma rotina saudável de trabalho e estudos também. Quando não fazemos isso, o corpo cobra e cobra caro.

Enfim, seguem os croquis dessa semana 🙂

E de novo tem um bônus da minha personagem, um estudo rapidinho que fiz entre um croqui e outro.

Estava observando a produção dessas semanas e reparei que no Croquis Cafe tem uma média de 1 vídeo de modelo masculino para 6 vídeos de modelos femininos, acredito que por conta disso esteja sentido mais dificuldade em desenhar homens sempre que eles aparecem. É uma boa chance pra dar um foco maior a forma masculina, de repente até saindo um pouco do sistema de estudo cronometrado. Vou ver se tomo coragem pra fazer isso, hahaha.

Bom, resumindo: cuidem-se pessoal! Comam bem, durmam bem e evitem o estresse pra ter uma vida com mais qualidade e fugirem dos médicos. Ninguém merece essa rotina de consultas pra lá e pra cá.

Nos vemos na próxima semana, até lá!

Croquis Cafe 2019 – Semana 2

Mais uma semana passou e consegui novamente concretizar a meta de uma sessão de Croquis Cafe por dia. 😀

Nos exercícios dessa semana, enfrentei diversos desafios, que foram desde problemas pessoais a modelos super complicados de desenhar. Teve um modelo super alto, uma moça com bastante volume de seios que ainda por cima fez uma performance de violão na pose de cinco minutos, uma moça obesa e por fim uma fisiculturista.

A meu ver, uma das coisas mais legais disso tudo é pensar que em uma semana eu estive em contato com objetos de estudo que talvez eu não teria normalmente. E minha reflexão é a de que se nos acomodarmos estaremos sempre no lugar comum, fazendo só o que nos apraz. Pra mim seria desenhar personagens simplificados que não tenham tanta complexidade de formas e diferenças corporais, é o que eu faço normalmente, por padrão. Mas não nas sessões de Croquis Cafe, que eu encaro como uma aula mesmo. Por essas e tantas outras aprecio tanto esses minutos diários. 🙂

E por esses dias, mais no finalzinho da semana, até me animei em voltar a fazer alguns estudos dos meus personagens. Segue aí o resumo da semana:

Essa foi minha semana de desenho, ainda meio parada, mas caminhando.
E vocês, produziram? Conta pra mim aí nos comentários 😀
Até a próxima!

Croquis Cafe 2019 – Semana 1

Opa! E aí pessoal, beleza?

Como eu não sei se todas as pessoas que acompanham o Caixola aqui pelo WordPress também acompanham minhas publicações diárias via Twitter (o mais provável é que não), vou atualizar o blog hoje colocando um apanhado do que foi a primeira semana de Croquis Cafe. Mesmo porque, sendo bastante honesta com todos (inclusive eu mesma), não consegui ser muito produtiva nessa última semana.

Enquanto compartilhava diariamente meus resultados, recebi lá vários comentários ao longo dos dias (obrigada por alimentarem a discussão, pessoal) de pessoas interessadas em como eu estava tocando esses estudos.

Ano passado, depois de algum tempo iniciada essa prática, eu desenvolvi uma série de posts nos quais me propunha a explicar minhas inquietações, motivações e métodos. Vou deixar aqui os links pra vocês acompanharem caso não os conheçam. São textos um tanto longos, tem bastante material, todo sob uma perspectiva bem pessoal, mas também tem citações e referências então, acho eu, é uma leitura válida pra entender melhor o que se passa na minha cabeça quando estou buscando esses exercícios. 🙂

Segue aí a lista com um resumo breve de cada texto:

  • O hábito de estudar – Introdução geral sobre como desenvolvi melhores hábitos de estudo do desenho usando o Croquis Cafe como fonte e ferramenta para medir o tempo diário dedicado à prática.
  • Sobre ferramentas – Elaboro um pouco mais sobre a minha opção pelo Croquis Cafe fazendo um paralelo com a preguiça e como ele me ajuda a burlar esse problema.
  • Desenvolvendo o olhar – Falo sobre o conhecimento técnico acumulado desde a adolescência e como tem sido difícil me desvencilhar desses conceitos em prol de um desenho mais orgânico e menos analítico.
  • Técnicas empregadas – Continuo a discussão falando sobre os diferentes métodos abordados no meu estudo do desenho de figura humana.

E por hoje é só! Até semana que vem 😀